Extração de alcalóides

A biossíntese dos alcaloides inclui, pelo menos, um aminoácido. São também incorporadas outras unidades provenientes de piruvato, malonato ou mevalonato como taninos, terpenos e outros. Por isso é considerada uma Via do tipo alternada e não se classifica. Com precursores de origem Biosintética (ácidos aminados = aminoácidos) tão distinta é fácil entender a complexidade e diversidade estrutural que se encontra nestes metabolitos, sendo hoje conhecidos mais de 5000 alcaloides.
Os alcaloides constituem um grupo heterogêneo de substâncias nitrogenadas, geralmente de origem vegetal, de caráter básico e que apresentam acentuada ação farmacológica em animais.


Aula prática da disciplina Farmacognosia
Droga analisada: Boldo

SC: Peumus boldus molina
SV: boldo do chile, boldo verdadeiro
PU: folhas
PA: alcaloides isoquinoléico
Ação/Uso: perturbações digestivas, disfunções hepatobiliar



Boldina



A droga apresenta odor aromático característico, canforáceo e levemente acre, que se acentua com o esmagamento. Sabor amargo e um tanto acre. As folhas de boldo são uma droga com larga aplicação em problemas relacionados com estômago e fígado. Suas folhas contêm vários princípios ativos:

  • Óleo volátil, cujos principais constituintes são o cineol e o ascaridol.
  • Taninos.
  • Flavonóis.
  • Alcalóides, o principal sendo a boldina.

A parte da planta a ser analisada é preferencialmente seca e pulverizada. É feita uma extração, que pode ser com água em presença de ácido, ou com álcool em presença de hidróxido de amônio. O extrato é purificado e os alcalóides são finalmente solubilizados em éter ou clorofórmio. O solvente é evaporado e gotas de ácido clorídrico 1% são usadas para solubilizar os alcalóides.

MATERIAIS
  • Almofariz
  • Boldo
  • Solventes: HCl 10%, NH3 10% e CHCl3
  • Bécher
  • Banho-maria
  • Funil de separação
  • Funil
  • Tubo de ensaio
  • Fita reativa
  • Algodão
  • Papel
  • Água destilada

 Método extrativo: Ácido/Base
FASE
SOLVENTES
Estacionária - aquosa
Solução de HCl 10%
Solução de NH3 10%
Móvel - orgânica
Clorofórmio - CHCl3

ETAPAS
  1. Fazer a mondagem das folhas de boldo
  2. Triturar as bolhas de boldo no almofariz
  3. Acrescentar água destilada até cobrir e homogeneizar
  4. Filtrar essa solução diretamente no tubo de ensaio
  5. Acrescentar a solução de HCl 10% no tubo com a solução filtrada
  6. Aquecer o tubo em banho-maria por 10min 
  7. Descartar o sobrenadante
  8. Acrescentar, no precipitado, a  solução de amônia 10%  até pH de, no mínimo, 8,0 (verificar com a fita reativa)
  9. Colocar no funil de separação
  10. Acrescentar o clorifórmio em partes iguais
  11. Agitar lentamente e observar as fases:
  • Orgânica: fase mais densa ficará embaixo
  • Aquosa: fase menos densa e ficará em cima
  • A boldina ficará na fase orgânica, onde tem mais afinidade
6 - Banho-maria
8 - Colocando a Amônia 
9 - Colocando no funil de separaçã
8 - Verificando o pH com a fita reativa



    10 - Colocando o clorofórmio


    Translate

    Seguidores